Características do contencioso de massa incentivam a adoção de tecnologias

By Juliana Monaco
12 dez 2018
Inteligência Artificial, Semantix Aijus

As atividades do contencioso de massa, realizadas em escritórios ou empresas, são mais propensas à implementação de tecnologias  por suas próprias características de grande volume e de similaridades nos processos em que se atua. De acordo com a pesquisa “Tecnologia, Profissões e Ensino Jurídico”, realizada pelo Centro de Ensino e Pesquisa e Inovação (CEPI) da FGV-SP, 95% dos escritórios de advocacia no Brasil atuam com contencioso e 51% com contencioso de massa.

Características do contencioso de massa incentivam a adoção de tecnologias

Por que o contencioso de massa demanda o uso de tecnologias?

O contencioso de massa se define como ações idênticas ou parecidas de consumidores contra determinada organização. Os processos mais comuns são os trabalhistas e os cíveis, dificultando o gerenciamento e aumentando o risco de perdas de prazos, falta de informações e de ações preventivas para atuar de forma estratégica. Somente em 2017, havia 2,5 milhões de processos trabalhistas em tramitação no Brasil, segundo o TST.

Desse modo, os principais motivos pelos quais o uso de tecnologias no contencioso de massa é cada vez mais necessário são:

  • A crescente pressão de clientes pela redução do preço pago por processos;
  • Os elevados custos de gestão associados ao grande volume de processos;
  • Grande repetição nos argumentos jurídicos apresentados nas demandas;
  • Expectativa de que a automação de rotinas reduziria o número de erros humanos;
  • Interesse em melhorar a visualização de processos e produção de relatórios para clientes.

Como usar tecnologias no contencioso de massa?

Os escritórios de advocacia e os departamentos jurídicos das empresas podem usar algoritmos de busca e classificação para:

  • Coleta e a organização de informações, como publicações e separação de teses jurídicas (novas e consolidadas)
  • Identificação de litigantes frequentes
  • Visualização de teses mais bem sucedidas
  • Parametrização dos custos envolvidos na demanda (tempo, custos processuais etc)

Já o Poder Judiciário poderia realizar tarefas semelhantes para aprimorar a gestão de processos em secretarias e servir de ferramenta de auxílio para a elaboração de decisões judiciais.

Já existem ferramentas no mercado que auxiliam no gerenciamento do contencioso de massa. O Semantix AIJUS, por exemplo,  é uma plataforma que utiliza Inteligência Artificial para entender o perfil do requerente, características dos processos e padrões dos tribunais, avaliar resultados e probabilidade de riscos em processos judiciais, além de diminuir gastos com o contencioso de massa.

Veja também: Pesquisa revela que 51% dos advogados ainda não utilizam softwares jurídicos